quarta-feira, 3 de maio de 2017

Crítica: Como Sobreviver a um Ataque Zumbi | Um Filme de Christopher B. Landon (2015)


Ben (Tye Sheridan), Carter (Logan Miller) e Augie (Joey Morgan) são amigos inseparáveis desde quando eram crianças. Essa amizade se iniciou quando o trio ingressou no grupo dos escoteiros da cidade. Entretanto o tempo passou e Ben e Carter cresceram não veem mais graça no grupo que nunca foi visto como popular por outros jovens. Além do mais as atividades de escoteiros está queimando o filme deles com as garotas. Diante de um convite para uma festa secreta, os dois receosos em comunicar ao Augie sobre o desejo deles de sair, saem em segredo pela noite e vão em direção à festa, mas quando chegam à cidade descobrem que a cidade está tomada de zumbis. E é nessa hora que todos aqueles anos de treinamento escoteiro irão fazer a diferença entre a vida e morte. “Como Sobreviver a um Ataque Zumbi” (Scout´s Guide to the Zombie Apocalypse, 2015) é uma produção de comédia e terror estadunidense escrita e dirigida por Christopher B. Landon (diretor e roteirista de vários filmes de terror e que ao longo da carreira adquiriu quase que um PHD em escrever roteiros para a franquia “Atividade Paranormal). Com um fiapo de história que mescla filmes de comédia juvenis com filmes de terror que tem o zumbi como a figura aterrorizante, Christopher B. Landon entrega uma opção de entretenimento descompromissado que oferece umas boas passagens de humor.

Tenha em mente que se trata de um filme de zumbis. Por isso, “Como Sobreviver a um Ataque Zumbi” é escrachado, trash e politicamente incorreto. Feito por jovens para a juventude. Qualquer tentativa de fazê-lo crível é descartada desde o primeiro minuto. Não há uma história pertinente, um estudo de personagens de alguma importância que possa ser válida ser mencionada ou passagens de terror que assustem. A regra aqui é usar e abusar dos clichês de filmes adolescentes e de filmes de zumbis numa mistura que a comédia prevaleça. E esse aspecto até funciona bem, o que gera boas passagens de humor. Para aqueles que diziam que as músicas da Britney Spears eram de matar, observe com a atenção a cena onde os escoteiros procuram acalmar um zumbi cantando (vídeo 1). A coisa é tão engraçada quanto bizarra, pois é de morrer de rir. Mas o filme está repleto de referências à cultura pop traduzida em sua trilha sonora onde na abertura (vídeo 2) rola uma coreografia noturna engraçadíssima que remete a lembrança de Black Window, de Iggy Azalea realizada por Rita Ora (vídeo 3). Assim sendo, “Como Sobreviver a um Ataque Zumbi” é exatamente o que se espera dele ao ver as sutilezas do cartaz. Embora busque imprimir através de seu enredo algumas lições legais sobre auto-confiança e amizade verdadeira, não se enganem: o filme é sobre zumbis. O que de certo modo já é o suficiente para divertir e passar o tempo.

Nota:  6/10
_________________________________________________________________________



Nenhum comentário:

Postar um comentário